Julho Verde alerta sobre sintomas e prevenção de cânceres da cabeça e do pescoço

O mês de julho chegou para nos lembrar da importância de se prevenir dos cânceres de boca e pescoço, além de informar os cidadãos sobre os riscos e sintomas que sinalizem a necessidade de buscar um médico especialista. O mês, que é dedicado à Campanha Julho Verde, remete ao dia 27 de julho, definido em 2014, pela Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço e a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, como o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço.

Conforme dados do INCA, os principais tipos de câncer da região de cabeça e pescoço são os de pele, de boca, faringe, laringe e de tireoide. A associação dos hábitos de beber e fumar multiplica em até 20 vezes a possibilidade de uma pessoa saudável desenvolver algum destes tipos de cânceres e a infecção pelo papilomavírus, o HPV, tem contribuído com o aumento na incidência da doença nos últimos anos, o que é um alerta. Estima-se, atualmente, que em torno de 7% da população brasileira pode ter infecção pelo HPV na boca.

Um dos fatores que contribui para esta estatística é a prática de sexo oral sem proteção. Tais infecções podem provocar nódulos no pescoço, inclusive na tireoide, além de lesões na boca que não cicatrizam. É fundamental que as pessoas estejam atentas a possíveis sintomas da doença já que o diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento são fundamentais para a cura do câncer de cabeça e pescoço.

Nos tumores de cabeça e pescoço, a cirurgia ainda é o tratamento mais comum. Com taxa de cura superior a 90% os tumores pequenos e localizados são tratados, em geral, por meio de cirurgias, quimioterapia e radioterapia, de forma isolada ou combinada. Lesões na boca que não cicatrizam em até 21 dias, devem ser avaliadas por médicos o quanto antes, ainda mais se o paciente for fumante e ingerir bebidas alcóolicas em exagero. Outros sintomas que merecem atenção das pessoas são as mudanças na voz, rouquidão, dor para engolir e lesões na pele da face.

Vamos ficar atentos e buscar ajuda quando aparecerem sintomas ou surgirem dúvidas. Sempre melhor prevenir e agir rápido!

*Dr. Marcus Borba é especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, professor adjunto da Faculdade de Medicina da UFBA e líder da Unidade Especializada em Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Português da Bahia.

Atendimento

UNICCAP - Hospital Português - segunda-feira (horário a combinar)
Marcação: 071 3507-3585

Centro de Oncologia CAM - Hospital Português - terça-feira, das 14h às 16h
Marcação: 071 3507-3585

Clínicas Clivale do Salvador Shopping - quarta-feira, das 18h às 21h
Marcação: 71 3310-0000 / 71 9 9969-7064

Clion - Avenida Oceânica - sexta-feira, das 8h às 12h
Marcação: 71) 2105-6565

Como operar comigo

- Se você tem plano de saúde
- Particular

Redes Sociais