Julho Verde alerta para alta incidência do câncer de cabeça e pescoço

Julho foi o mês escolhido pelas entidades médicas para a campanha de conscientização das pessoas sobre o câncer de cabeça e pescoço, sendo 27/07 o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço. A iniciativa não foi por acaso. Segundo estimativas do INCA, o câncer de cabeça e pescoço – que acomete face, fossas nasais, seios paranasais, boca, faringe, laringe, tireoide, glândulas salivares, tecidos moles do pescoço, paratireoide e couro cabeludo – é hoje o segundo tipo de tumor maligno mais frequente entre os homens no Brasil, atrás somente do câncer de próstata. O câncer da tireoide, três vezes mais frequente entre mulheres, é apontado pela entidade como o mais comum da região da cabeça e pescoço.

O etilismo e o tabagismo são os grandes vilões da doença. O hábito de beber e fumar pode multiplicar em até 20 vezes a possibilidade de uma pessoa saudável desenvolver algum tipo de câncer na região. Além disso, a infecção pelo HPV tem contribuído com o aumento na incidência da doença nos últimos anos, e está relacionado ao câncer de garganta.

Outro vírus que pode levar ao câncer de cabeça e pescoço é o Epstein-Bar (EBV). Ele infecta os linfócitos B, levando à mononucleose infecciosa, também conhecida como “doença do beijo”, por ser transmitida pelo contato com outras salivas. A exposição crônica da mononucleose, ainda que rara, pode conter oncogenes com probabilidade de levar a carcinomas da nasofaringe, linfoma de Burkitt ou de Hodgkin.

O consumo frequente e prolongado de bebidas muito quentes também é considerado um fator de risco, ainda que secundário, de desenvolvimento do câncer de boca, por agredir as células da mucosa. E não podemos esquecer da exposição excessiva ao sol, grande responsável pelo aparecimento do câncer de pele na região da cabeça e pescoço.

O tratamento do câncer de cabeça e pescoço depende, principalmente, do tipo e estágio da doença, e pode ser por meio de cirurgia, radioterapia e quimioterapia, de forma isolada ou combinada. Nos tumores de cabeça e pescoço, a cirurgia ainda é o tratamento mais comum. São todas opções de tratamento que podem ter efeitos colaterais e devem ser discutidas com o médico, que vai ajudar o paciente a tomar a decisão que melhor se adapte às suas necessidades. Quanto antes o paciente detectar a doença, maiores serão as chances de cura. Por isso, é muito importante se consultar com o especialista o quanto antes, caso identifique sintomas do câncer de cabeça e pescoço.

Algumas ações ajudam na prevenção contra a doença. A começar pela boa higiene bucal, escovando bem os dentes e mantendo as próteses dentárias bem ajustadas. Nesse contexto, o acompanhamento regular com o dentista é muito importante, por possibilitar a detecção precoce de uma lesão suspeita na cavidade oral.

É imprescindível não mascar e fumar tabaco, charuto, cachimbo, cigarro ou derivados, bem como não ingerir bebidas alcoólicas. Outra importante medida preventiva é adotar hábitos de vida saudáveis, com prática regular de atividade física e uma dieta equilibrada, a base de frutas e vegetais ricos em beta-caroteno, como cenoura, abóbora, espinafre, couve, batata doce e mamão, além de proteínas e minerais.

Não esquecer de usar protetor solar, boné, camisa de proteção UV e evitar a exposição solar entre as 10h e 16h, para se prevenir contra o câncer de pele na face, couro cabeludo e pescoço.

*Dr. Marcus Borba é especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, professor adjunto da Faculdade de Medicina da UFBA e líder da Unidade Especializada em Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Português da Bahia.

Atendimento

UNICCAP - Hospital Português - segunda-feira (horário a combinar)
Marcação: 071 3507-3585

Centro de Oncologia CAM - Hospital Português - terça-feira, das 14h às 16h
Marcação: 071 3507-3585

Clínicas Clivale do Salvador Shopping - quarta-feira, das 18h às 21h
Marcação: 71 3310-0000 / 71 9 9969-7064

Clion - Avenida Oceânica - sexta-feira, das 8h às 12h
Marcação: 71) 2105-6565

Como operar comigo

- Se você tem plano de saúde
- Particular

Redes Sociais